Amigo Nerd.net

Procedimento de Locação de Obra

Autor:
Instituição: UFPA
Tema: Locação de Obra

Procedimento de Locação de Obra


1. Documentos de Referência:


2. Providências e Verificações Preliminares:

2.1. Serviços Anteriores:

Terreno limpo e nas cotas definidas para a execução das fundações.

2.2. Materiais:

2.3. Ferramentas / Equipamentos:

2.4. EPI/EPC:


3. Procedimento de Execução do Serviço:

3.1. Locação do RN

Definir a referência de nível (RN) da obra e a referência pela qual será locada a obra.

A referência deve ser fixada, se possível no poste mais próximo ou em local fixo, imutável e ser protegido contra ações externas.

3.2. Conferência do terreno

Solicitar ao topógrafo a conferência de eixos e divisas da obra, localizando os limites do lote.

3.3. Execução do gabarito

Construir o gabarito contínuo de madeira formado por guias de tábuas colocadas paralelas ao solo no sentido horizontal ("tabeira"), devidamente pregadas e niveladas em barrotes de 3" x 3" (pontaletes), a uma altura mínima de 0,60 m, estando os barrotes (pontaletes) fincados fortemente ao terreno ou concretados no solo (caso necessário), espaçados no máximo a 2,00 m um do outro.

Pregar sarrafos de 1" x 6" no topo dos pontaletes. Em seguida, verificar o esquadro de todos os cantos com o método da triangulação 3.4.5.

Travar o gabarito com mão francesa a fim de assegurar a perfeita imobilidade do conjunto.

Pintar o gabarito de tinta branca.

O gabarito deve ficar a uma distância do contorno da edificação de pelo menos 1,5m.

3.4. Marcação do gabarito

No topo das tabeiras e utilizando-se das coordenadas do projeto, a equipe topográfica marcará a projeção dos eixos X e Y das estruturas a serem implantadas (fundações, pilares, cintas, etc.). Cada eixo será marcado e numerado em tinta vermelha, sobre a pintura branca.

A partir da referência escolhida, deve-se marcar uma das faces do gabarito com trena metálica.

As demais faces do gabarito podem ser marcadas a partir desta face e da planta de locação.

Para cada ponto deverão ser utilizados 3 pregos, conforme detalhe do gabarito.

A marcação dos demais pontos deverá ser feita com as cotas acumuladas, a partir dos pregos correspondentes ao eixo da primeira estrutura locada.

3.5. Conferência do gabarito

Conferir o esquadro, o alinhamento e o nível do gabarito, bem como a marcação de todas as estruturas a serem implantadas.

A conferência deve ser feita por pessoa (engenheiro ou mestre) que não esteja envolvida diretamente com o serviço, para evitar a ocorrência de erros.

3.6. Locação do elemento estrutural

Esticar fios de arame recozido no. 18 de maneira a formar pares de coordenadas para cada ponto a ser locado, utilizando um prego 18 x 27 para fixação.

Na interseção desses fios de arame, com a utilização de um prumo de centro, será determinado o ponto desejado, cuja marcação no terreno será feita com um piquete de madeira.

Deve-se impedir que pessoas permaneçam sentadas, coloquem peso ou cruzem o gabarito pisando sobre sua superfície.

Itens de Avaliação do Serviço:

Item de Verificação

Tolerância

Recomendações

Verificar se o terreno está limpo e nas cotas definidas para a execução das fundações

-

Não iniciar os serviços sem que as condições iniciais estejam satisfeitas
Verificar o esquadro do gabarito +/- 3 mm no lado de 5m da triangulação 3.4.5 Corrigir o gabarito, caso a tolerância não seja atendida.
Verificar o nivelamento do gabarito

0

Acertar qualquer diferença que seja encontrada
Verificar a marcação dos eixos X e Y

0

Acertar qualquer diferença que seja encontrada. Averiguar os eixos periodicamente
Verificar a locação dos elementos estruturais, através de trena metálica e da checagem do piquete.   

DESENHOS ESQUEMÁTICOS DOS PROCEDIMENTOS DE LOCAÇÃO:

Comentários


Páginas relacionadas