Amigo Nerd.net

Separação de Misturas Homogênea e Heterogêneas

Autor:
Instituição: Faculdade da Amazonica (FAMA)
Tema: Separação de Misturas

Separação de Misturas Homogênea e Heterogêneas


Introdução

Neste trabalho veremos a separação de misturas homogênea e heterogêneas, também chamado de processo de analise mediata. O métodos de separação podem ser definidos através do tamanho da partícula, ponto de ebulição, densidade e solubilidade.Esses processos não alteram a natureza química da substancia.

Para escolher entre os métodos de separação existentes, é preciso levar em consideração aspectos como velocidade de separação, custo e eficiência.


Separação de mistura heterogêneas cuja as fases são sólidos.

Catação – Faz –se separação de forma manual de com auxilio de uma pinça.é o caso utilizados para fases sólidas da mistura, que apresentam fragmentos fáceis de diferenciar e suficientemente grandes. Ex: arroz e feijão.

Ventilação – Ocorre o arrastamento de uma das fases sólidas, através da corrente de ar. É possível quando há grandes diferenças de densidade.Ex: separação da casca de arroz.

Levigação – Usa-se corrente de água para se processar o afastamento dos fases sólidas. É indispensável que não sejam solúveis em água.Ex: separação de pedra triturada e areia.

Flotação – Faz-se através de um líquido de densidade intermediário onde as fases sólidas não são solúveis. A menos denso fatalmente flutuara enquanto que a mais densa se depois tara na fundo da recipiente.Ex: água, areia e serragem.

Peneração – é um processo que aproveita diferença de tamanho existente dois ou mais sólidos.Coloque-se os sólidos em um aparelho providos de puros chamado peneira.

Os sólidos menores passam pelos furos e os maiores não conseguindo passar pelos furos ficam retidos e portanto são separados dos outros sólidos menores. Podem ser também chamados de tamisação.Ex:separação de pedras e areia.

Fusão fracionada – Processo empregado quando existe uma diferença razoável de temperatura de fusão entre os componentes da mistura.Por aquecimento da mistura, os componentes fundem-se separadamente, conforme vão sendo atingidos seus pontos de fusão. Ex: separação de cobre sólido do níquel sólido.

Separação Magnética – É um método utilizado para separar um sólido que sofre atração por parte de ímãs, de outro que não sofre essa atração.Os materiais mais importantes, que sofrem atração de ímãs são : o ferro, o cobalto e os minérios de ferro.

Flutuação Fracionada – Também serve para separar um sólido leve de outro mais pesado, só que não usamos o método de arrastar o sólido leve. Através desse processo deixamos o sólido leve flutuar no liquido, enquanto que o mais pesado afunda.

O liquido precisa ser escolhido de tal maneira a evitar que ambos os sólidos afundem ou flutuem.

Dissolução Fracionada – é adicionada á mistura um liquido que dissolve apenas um dos componentes. O componente não dissolvido é separado por filtração, depois o solvente evapora, resultando no componente dissolvido. Ex: separação de água, sal e areia.  

Aparelhagem para destilação fracionada


Separação de mistura heterogêneas de sólidos e líquidos.

Sedimentação – Consiste em se deixar a mistura heterogenia em repouso por um certo período. A fase sólida da mistura ou a mais densa formara a camada inferior, ocorrendo a separação .Nesse processo, há separação, porem não há afastamento das fases, o que será possível através de outro processo de analise imediata. Ex: suspensão de areia em água azeita em água etc.

Centrifugação – É um processo mecânico de analise imediata que é utilizado para se acelerar o processo de sedimentação de certos misturas que o fazem de forma lenta. É o caso, por, exemplo, da suspensão do talco na água, feito através de um aparelho de alta rotação, o centrifugados, que também acelera a sedimentação de vários fases líquidos misturados.

 

Decantação – Efetua o afastamento das fases liquidas e das fases sólidas, já separadas pelo sedimentação. Ex: No caso da água e areia seria a lenta passagem da água para outro recipiente.

 

Afastamento com funil de bromo – O funil de bromo é um instrumento de laboratório próprio pra efetuar a decantação de forma rápida e eficaz.

Filtração – Processo de afastamento das fases sólidas de uma mistura heterogênea, usando-se um filtro capaz de permitir a passagem da fase liquida ou gasosa. Ex: Coagem do café pode-se usar outros instrumentos especializados que aceleram o processo, bem como formas de filtração através de sucção.

Filtração a vácuo – Método utilizado para separar misturas heterogêneas do tipo sólido-líquido, em que a filtração simples não é muito eficiente, ou seja, é muito lenta. A filtração a vácuo acelera o processo de filtração.

Filtração a vácuo


A água que entra pela trompa d’água arrasta o ar do interior do frasco, diminuindo a pressão interna do kitassato, o que torna a filtração mais rápida.

Separação de mistura heterogênea de sólidos e gases.

Chicana ou câmara de poeira – Instrumento que efetua o afastamento das partículas sólidas em suspensão num gás. Continua a ser um processo de decantação, apenas especializado para este tipo de suspensão.

Decantação – Feito nas chamas câmaras de poeira ou chicanas, este processo é usado nas industrias e consiste em um compartimento dividido de tal maneira que se forma um caminho longo em que a mistura muda constantemente de direção.

Durante o caminho, as partículas sólidas sedimentam-se, e o gás sai da câmara isento delas. Ex: Câmara de poeira ou chicana.

Filtração – Por meio da sucção do gás, a mistura sólido-gás atravessa um filtro de tecido que retém as partículas sólidas e deixa passar o componente gasoso. Ex: Aspirador de pó de uso doméstico.

Separação de mistura heterogênea de dois líquidos.

Decantação – Os líquidos da mistura são colocados em um funil de separação (funil de bromo) com a torneira fechada; espera-se pela decantação ;então, o liquido mais denso pode ser escoado com abertura da torneira. Ex: decantação com funil de bromo e decantação com sifonação.

Separação de mistura homogêneas de sólidos.

Na separação de misturas homogêneas de sólidos, empregam-se a dissolução fracionada e a fusão fracionada, já estudadas.

Separação de misturas homogêneas de sólidos e líquidos.

Evaporação – É uma mudança de estado líquido para o gasoso que ocorre na superfície do líquido.Quando temos uma mistura de sólido com líquido, deixamos o líquido evaporar naturalmente, restando apenas o sólido como resíduo.

Destilação simples – A mistura sólido-líquido é aquecida em balão de destilação, o líquido vaporiza-se, os vapores vão para o condensador e liquefazem-se. O líquido é recolhido em um recipiente separando, e o sólido fica no balão. 

Aparelhagem para destilação simples


Cristalização – Sob certas condições de temperatura e pressão, as substancias tendem a organizar suas moléculas em pequenos sólidos cristalinos que se precipitam e acomodam-se no fundo do recipiente. O cristal formado por solidificação resiste as variações de temperatura e pressão.

Separação de misturas homogêneas de líquido e gases.

Destilação fracionada – A mistura de líquidos de pontos de ebulição diferentes é aquecida. Á medida que seus pontos de ebulição vão sendo atingidos, os líquidos destilam separadamente. No alto da coluna, é colocado um termômetro para o acompanhamento da temperatura em que os vapores estão sendo destilados.

Separação de misturas homogêneas de líquidos e gases.

Um gás é expulso de um líquido fazendo-se um aquecimento na mistura, pois a solubilidade de gás em um liquido diminui com o aumento da temperatura.

Separação de misturas homogêneas de gases.

Liquefação fracionada – É o único método utilizado para a separação de gases . Quando temos uma mistura de gases, a única maneira de separa-los consiste em resfriá-los ate que passem para o estado líquido.

É dessa maneira que separamos os gases que compõem o ar atmosférico: o oxigênio, o nitrogênio e o argônio, pra a sua utilização em industrias, hospitais e laboratórios.


Conclusão

Através dessa pesquisa podemos concluir que, os processos de separação de mistura homogênea e heterogênea são muito importante para melhor compreensão das estruturas de seus materiais e conseqüentemente de suas propriedades, pois toda matéria que nos cerca é formado por substancia simples.


Bibliografia

CARVALHO, Antonio.Química.São Paulo.Ed ibep,2000.p 411.(coleção horizonte).p22-27.

MAIA,Raul.programas completos de matérias.ed.2.São Paulo.Ed difusão cultural do livro,2004.p10-13.

MAIA,Raul.Biblioteca da escola em casa.ed.1.São Paulo. Ed difusão cultural do livro,2003.p652-653.

ARIZA,Dervile.biblioteca integrada.v3.São Paulo.Ed lisa,1939.p25-35.

AMADIO,Ítalo.Mega estudante cidadão.ed.1.São Paulo.Ed Rideel,2005.p504-505.

Comentários


Páginas relacionadas