Amigo Nerd.net

Na Montanha dos Gorilas

Autor:
Instituição: FAPI
Tema: Metodologia Científica

NA MONTANHA DOS GORILAS


I. INTRODUÇÃO

Parque Nacional Virunga - África. Como um rei no seu trono improvisado com bambu, Guhonda ignora solenemente os intrusos humanos. Com mais de 200 quilos, ele é o maior dos cerca de 350 gorilas que habitam as encostas deste parque.

Os gorilas das montanhas são grandes mamíferos, uns dos mais raros do mundo e cerca de metade deles vivem nos vulcões extintos do Parque Virunga, que engloba Ruanda, Uganda e Congo. O resto está na impenetrável floresta Bwindi, no sudoeste de Uganda.

A região é uma das mais instáveis do mundo, cenário de uma guerra civil interminável (Congo) e de um recente genocídio (Ruanda). No ano de 2001, rebeldes mataram dois gorilas e, quebrando um tabu, comeram sua carne, o que abre um precedente perigoso. Nos últimos anos, vários espécimes foram mortos, mas não serviram de alimento.

Os animais também estão ameaçados com o desmatamento desenfreado da região, que dá lugar a hortas para a população faminta e acaba com seu habitat. Os gorilas são uma das mais de 130 espécies de primatas ameaças de extinção. Os ambientalistas esperam reverter essa situação atraindo turistas para o parque. Seus dólares convenceriam a população local a tratar bem os animais.

Mas, essa situação já foi muito pior. A sobrevivência dessa espécie se deve, em grande parte, à pesquisadora norte-americana Dian Fossey. Ela foi uma antropóloga que, em 1967, viu sua vida mudar completamente. Viajou para a África, e durante vários anos se dedicou à preservação dos gorilas das montanhas, ameaçados de extinção em razão da caça indiscriminada. Dian utilizou todos os meios possíveis para protegê-los, sendo que esta luta se tornou uma paixão obsessiva. Assim, para salvar sua "família", Dian, fez tudo que foi possível para impedir que atrocidades contra os gorilas fossem cometidas, até ser assassinada em 1985.

Sua história foi mostrada no filme "Nas Montanhas dos Gorilas".


II – OBJETIVOS

Este relatório tem como objetivo geral relatar o filme "Nas montanhas dos gorilas", que é uma interpretação sobre a experiência real vivida por Dian Fossey, uma antropóloga que, em 1967, lutou contra a caças indiscriminada dos gorilas, nas montanhas de Ruanda, na África. E, como objetivo específico, identificar e descrever os métodos de pesquisa utilizados por ela durante sua vida ao lado dos gorilas.


III – DESENVOLVIMENTO

O filme "Nas Montanhas dos Gorilas" foi apresentado na aula de Métodos de Pesquisa Aplicados à Administração, ministrada pelo Professor Ivancy Moreira Miguel, no dia 25 de agosto de 2004. Para tanto, foram utilizados uma televisão, um vídeo cassete e uma fita VHS.

Ao se candidatar a um emprego de 6 meses, Dian Fossey não imaginou que sua vida nunca mais seria a mesma. O que ela pensava ser apenas um serviço de contagem e catalogação dos gorilas que viviam nas montanhas, transformou-se em luta pela sobrevivência de uma espécie e em um ideal para sua própria vida.

Tendo em mão poucos dados sobre os gorilas, fornecidos pelo livro de Shealler, com muita persistência Dian Fossey, começa o seu trabalho, que desde o início foi cercado de muitas dificuldades. Aos poucos ela consegue vencer os preconceitos, a dificuldade com a língua, a dependência de mão de obra local e o desconhecimento da região.

Vencida esta etapa ela começa sua pesquisa baseada nos dados fornecidos pelo livro e que lhe foi imposto como uma diretriz, para a realização de seu trabalho. Após dois anos sem conseguir nenhum resultado, Dian abandona as informações que tinha, e começa sua pesquisa do zero.

Após uma descoberta acidental, Dian começa a escolher seus próprios métodos de trabalho, escolhendo apenas um grupo de gorilas para sua análise. Após esta escolha ela começa uma observação criteriosa de todos os movimentos e costumes do grupo, para em seguida tentar uma aproximação física que lhe permitiria o estudo detalhado de cada animal.

O envolvimento de Dian com sua pesquisa torna-se tão intenso, que ela passou a se envolver de maneira perigosa com a questão, a ponto de criar conflitos com os governantes e com os povos da região. Para proteger os animais, teve que lutar contra costumes já arraigados nestes povos que dependia da caça e venda dos animais para a própria sobrevivência.

Estes conflitos culminaram com o seu assassinato, ainda sem solução, em 1985.


IV – DISCUSSÃO DOS RESULTADOS

Para realizar esse trabalho com os gorilas, Dian Fossey, fez um trabalho completo de pesquisa sobre a espécie.

Sua pesquisa começou no momento em que decidiu que queria ir para a África, trabalhar com os gorilas. Após essa decisão, foi feita a especificação do objetivo (que no caso era a contagem dos gorilas, para saber se o número era menor que a última contagem realizada), a elaboração de um esquema (que desde o início não saiu como o planejado), a constituição de uma equipe de trabalho (era composta de Dian Fossey e seus guias locais) e o levantamento dos recursos e cronograma (mas não foi seguido a risca, pois o que era para durar seis meses, durou dez anos).

Dian Fossey escolheu como tema de suas pesquisas o modo de vida dos gorilas, o significado de seus gestos e de seus sons.

Para levantamento dos dados ela utilizou pesquisa bibliográfica e contatos diretos, sendo que estes últimos se mostraram muito mais eficazes, pois o livro que ela usou para pesquisar o assunto se mostrou pouco confiável.

Para realizar sua pesquisa Dian Fossey utilizou o método experimental, pois ela fez experiência com os gorilas. Observou cada comportamento e som, analisou-os e chegou às hipóteses.

Após levantada as hipóteses, fez a experimentação para testar sua validade.


V – CONCLUSÃO

O objetivo inicial do trabalho de Dian Fossey era apenas contar e catalogar os gorilas das montanhas. Mas ela consegui, através de um minucioso trabalho de pesquisa, com muita luta e persistência, salvar a espécie que estava ameaçada de extinção. Hoje, o mundo todo conhece sua história e os países se mobilizam para preservar, não só os gorilas, mas todos os animais..


VI – REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

NAS MONTANHAS DOS GORILAS (filme). Michael Apted. 1988. 129 min. Son. Color. 16mm.

SANTOS, Adriano. Cinema. www.adorocinema.cidadeinternet.com.br. Acesso em 15 de março de 2005.

STODDART (editor). Notícias internacionais. Www.noticias.uol.com.br/inter .

Acesso em 25 de agosto de 2004.

Comentários


Páginas relacionadas