Amigo Nerd.net

Organização Funcional

Autor:
Instituição: UNAMA
Tema: Gestão Contemporânea

Organização Funcional


1. ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL

É um tipo de organização funcional, onde é aplicada o princípio da especialização das funções, ou seja, tem como principal e mais importante a função e especialidade de cada indivíduo dentro da organização, diferente da organização linear, onde era obedecido uma hierarquia para a solução de problemas dos órgãos e cargos, o que levava a uma perda de tempo até que a devida providência fosse tomada.


2.1 CARACTERÍSTICAS DA ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL

A organização funcional apresenta as seguintes características:

2.1.1 Autoridade funcional ou dividida

É baseada na especialização, onde os subordinados tem vários superiores, e reportam-se a eles simultaneamente de acordo com a especialidade de cada um. Nenhum superior tem autoridade total sobre os subordinados, sua autoridade é parcial e relativa de acordo com a sua especialidade.

2.1.2 Linhas diretas de comunicação

Não há necessidade de intermediação na comunicação, o que possibilita maior rapidez de comunicação entre os diferentes níveis nos cargos ou órgãos, por serem feitas diretamente.2.1.3 Descentralização das decisões

A decisão é tomada por vários superiores de acordo com a sua especialidade, essa é uma das principais características da organização funcional, e descentralização das decisões, ou seja, não é a hierarquia quem promove as decisões.

2.1.3 Ênfase na especialização

As responsabilidades são delimitadas de acordo com as especializações. A separação das funções é feita de acordo com as especialidades envolvidas em todos os órgãos, cargos ou níveis da organização.

2.2 VANTAGENS DA ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL

A organização funcional traz algumas vantagens, a saber:

Proporciona o máximo de especialização nos diversos órgãos ou cargos da organização:

O órgão ou cargo não tem que preocupar-se com os demais, o que permite a cada órgão ou cargo concentrar-se totalmente em sua função.

Permite a melhor supervisão técnica possível:

Há uma melhor supervisão técnica em todos os níveis, pois cada órgão ou cargo, tornam-se mais eficientes em seu campo de especialização.

Desenvolve comunicações diretas, sem intermediação:

Há uma comunicação direta e sem intermediações, o que diminui as distorções de transmissão e possibilita uma comunicação mais rápida entre subordinados e superiores de acordo com a necessidade e a especialidade de cada um.

Separa as funções de planejamento e de controle das funções de execução

"Há uma especialização do planejamento e do controle, bem como da execução, permitindo plena concentração em cada atividade. Cada órgão realiza especificamente a sua atividade, sem ter de acompanhar os demais."

2.3 DESVANTAGENS DA ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL

A organização do tipo funcional traz inúmeras desvantagens:

2.3.1 Diluição e conseqüente perda de autoridade de comando

Não tem como ponto forte exigência de obediência e imposição de disciplina. Há uma grande dificuldade dos órgãos e cargos superiores controlarem os órgãos e cargos inferiores.

2.3.2 Subordinação múltipla

Devidos os subordinados terem vários superiores, nem sempre eles sabem a que especialista recorrer na hora de resolver determinados assuntos, isso acontece por que algumas funções se sobrepõem, e o risco é o subordinado recorrer a orientação do especialista menos indicado para resolver o problema.

2.3.3 Tendência à concorrência entre os especialistas

Como existem diversos órgãos e cargos, a tendência é que cada profissional defenda o seu ponto de vista, e como há várias especialidades, cada um defenderá o seu de acordo com o que acha sobre determinados assuntos, o que pode acabar em conflitos dentro da organização, isso leva a uma perda da visão de conjunto, e também a uma concorrência entre os especialistas.

2.3.4 Tendência à tenção e conflitos dentro da organização

"A competição e a concorrência, aliadas à perda da visão de conjunto da organização, levam à divergência e à multiplicidade de objetivos, que podem se antagonizar, criando tensões e conflitos entre os especialistas. Apesar de trabalharem juntos, eles podem se sentir adversários, defendendo posições antagônicas e contrárias, tornando-se presas de ressentimentos e de frustrações. Com isso, surgem a animosidade, sentimentos de oposição e resistência à cooperação."

2.3.5 Confusão quanto aos objetivos

"Como a organização funcional exige a subordinação múltipla, nem sempre o subordinado sabe a quem reportar um problema ou qual o objetivo deve ser privilegiado. Isso pode levar à quebra da disciplina."

Idalberto Chiavenato (2000) e Idalberto Chiavenato (op. cit.).

2.4 ESFERA DE APLICAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL

Por mais que a organização funcional tenha sido tentada em larga escala pelos defensores da administração científica, ela tem fracassado. Pessoas são diferentes umas das outras, e por esse motivo o que pode ser considerado certo para uma, pode ser perfeitamente certo para a outra e essas diferenças acabam prejudicando o bom funcionamento da empresa.

A organização funcional deve ser restrita aos seguintes casos:


3. CONCLUSÃO

A organização funcional, como todas as outras organizações, tem suas vantagens e desvantagens, suas características se diferenciam da organização linear por fazer a divisão da organização de acordo com a sua especialização e não por uma hierarquia, como normalmente é na maioria das empresas até hoje, mesmo que o organização funcional busque uma maior rapidez na comunicação para solucionar os problemas, não deu muito certo, pois acaba com a visão de grupo nas organizações e pode fazer surgir problemas ainda piores, o que pode fazer com que se perca mais tempo do que deveria.


REFERÊNCIAS

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 2.ed. Revista e atualizada. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

 

______. Introdução à teoria geral da administração. 6.ed. Revista e atualizada. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

Comentários


Páginas relacionadas