Resumo do Filme: Meu Nome não é Johnny

Autor:
Instituição: resumo de filme
Tema: Resumo do Filme: Meu Nome não é Johnny

Resumo do Filme: Meu Nome não é Johnny

2008

 

 

 

No início dos anos 70, João Guilherme era um típico garoto da alta classe média carioca. Embalado pelo rock, pela liberação do costumes e pela efervescência cultural do Rio, o garoto viveu intensamente os anos 80. Era adorado pelos pais e muito popular entre seus amigos ele tinha tudo, menos limites. Do primeiro cigarro de maconha que experimentou na adolescência nas areias da praia, passou a consumir cocaína. De usuário, passou a vendê-la para os amigos. No início dos anos 90, João já tinha se tornado o maior vendedor de drogas do asfalto carioca. Tornava-se cada vez mais popular, mas em sua casa, nada ia bem. Seu pai descobriu que tinha câncer. Sua mãe se mudou. Sua casa acabou se tornando um lar partido. Ele queria viver a juventude a toda velocidade. O pai cada vez mais doente se fechava em seu quarto enquanto João transformava a casa em uma festa eterna. Amigos, clientes, viciados entravam e saíam o tempo todo. Em uma das festas que ele conheceu Sofia, foi paixão instantânea.

Passaram a viver juntos os perigos que, para João, não passavam de grandes aventuras. Passaram a dividir o apartamento, a rotina não era diferente. Sofia às vezes se irritava, mas não conseguia mudar o namorado, que cada vez ganhava mais dinheiro, mas cada vez gastava mais também.

E como se tornou m dos maiores vendedores de droga do Rio, a partir de certo dia da agenda de seus clientes, seu nome entrou para a lista dos perseguidos pela polícia. Preso, sua foto passou a estampar as capas dos jornais. Em vez de festas, passou ao banco dos réus. João foi parar na carceragem da Polícia Federal da Praça Mauá, onde tomou o primeiro contato com uma nova realidade, a vida no sistema carcerário brasileiro. Seu desafio era provar para a juíza, que não era um chefe de quadrilha, mas um jovem que não conhecera limites e merecia uma segunda chance. Sua história revela sonhos e dramas comuns a toda juventude, em qualquer lugar do mundo.

Comentários