Procedimento de Operação de Empilhadeira

Autor:
Instituição: ETE Armando Bayeux da Silva
Tema: Segurança no Trabalho

PROCEDIMENTO PARA OPERAÇÃO DE EMPILHADEIRA

2005


1 Objetivo

  • Este Procedimento tem como objetivo padronizar os meios e formas de conduzir veiculo industrial (empilhadeira) com segurança.
  • Tornar segura sua locomoção dentro e fora do setor fabril bem como promover maior segurança ao operador e pedestres.
  • Preservar o patrimônio da Empresa bem como a integridade física de seus colaboradores.
  • Definir responsáveis e responsabilidades .
  • Proibir pessoas não autorizadas a fazer uso da mesma, bem como inibir o mal uso do Equipamento.


2 Aplicações

Esse procedimento aplicasse a todos Operadores de Empilhadeira e Áreas da Empresa


3 Documentos Complementares

  • 3.1- Nr 05
  • 3.2- Nr 11
  • 3.3- Nr 17
  • 3.4- Nr 23


4 Definições

Ficam definido nos termos deste Procedimento que:

Check-List: É a lista de itens a serem verificados diariamente;

CIPA: Comissão Interna de Prevenção de Acidentes;

Cipeiro: Integrante da CIPA.

Empilhadeira: É o Veiculo Industrial destinado ao Transporte e Empilhamento de Materiais;

Operador de Empilhadeira: É toda pessoa que opera ou conduz Veiculo Industrial (Empilhadeira);

Operador de Empilhadeira Autorizado: É toda pessoa que Recebe Autorização Previa e Expressa , Habilitada na Função, Portadora de Certificado de Curso de Operador de Empilhadeira, Devidamente Identificada e que se enquadre em todos os itens necessários deste procedimento; que possua toda a Documentação Legal e Complementar mencionada no item 3.1 deste Procedimento;

Operador de Empilhadeira não Autorizado: É toda pessoa que opera ou conduz Empilhadeira sem previa autorização;

Outrem: Outras pessoas;

Outorgar: Conceder, Permitir, Aprovar, Concordar, Emitir por Escrito;

Pedestre é Todo aquele que: Trafega a pé nos setores fabris ou fora deles;

Responsabilidade: É a obrigação de responder por seus próprios atos ou de seus subordinados;

Responsabilizado: É aquele que respondera por algo ou fato praticado por si ou por outrem;

Responsável: É pessoa que responde por atos próprios ou de outrem;

RH: Recursos Humanos

SEESMT: Serviço Especializado em Engenharia Segurança e Medicina do Trabalho

Não poderá ser outorgada permissão para operar Empilhadeira sem que o operador tenha passado por treinamento de Segurança dado pelo SEESMT;

O Departamento de Recursos Humanos (RH) dará preferencia para a contração de Operadores de Empilhadeira que alem do Certificado de Operador de Empilhadeira (Obrigatório) já possuam os cursos mencionados no item 3.1 deste procedimento.

O RH comunicará SEESMT sobre a Contratação de Novos Operadores. Porem não dará ordem para nenhum funcionário começar a trabalhar ou operar Empilhadeira sem que o mesmo receba treinamento ministrado pelo SEESMT;

Ninguém terá permissão para operar Empilhadeira a menos que tenha sido escolhido, treinado e autorizado a faze-lo, ou seja recebido um treinamento formal, sob supervisão;

Somente pessoas treinadas e aprovadas em testes específicos poderão receber autorização para dirigir Empilhadeira;

Nenhum operador poderá dirigir Empilhadeira, a menos que tenha sido considerado apto pelo Serviço Medico e tenha passado pelos teste de Habilidade e Segurança;

Todos os operadores de Empilhadeira deveram ser submetidos a exames médicos, periódicos, complementares ou quando solicitado;

1 - No ato da admissão:

  • Exame Médico Clinico Geral;
  • Exame Oftalmológico,
  • Exame Psicológico;
  • Exame de Eletroencefalograma;
  • Exame de Audiometria;

2 - Anualmente:

  • Exame Médico Clinico Geral;
  • Exame Oftalmológico;
  • Exame de Eletroencefalograma ;
  • Exame de Audiometria;

3 - A cada 5 anos:

  • Exames de Aptidão Física e Motora;
  • Exame Medico Clinico Geral;
  • Exame Oftalmológico;
  • Exame Psicológico;
  • Exame de Eletroencefalograma;
  • Exame de audiometria;

Devera ser testada a aptidão física de qualquer operador após afastamento do trabalho superior a 15 dias devido doenças ou acidentes que assim possa parecer ter afetado.

O operador deve estar familiarizado com os equipamento de segurança da Empilhadeira, bem como os meios e equipamentos de segurança dispostos pela Empresa;

Todo operador de Empilhadeira devera fazer uso correto dos E.P.I.S a ele fornecidos em toda sua jornada de trabalho;

São EPIS de uso obrigatórios para o Operador:

A- Óculos de Segurança; ( para minimizar os riscos de incidência de poeira e partículas aéreas, bem como choques causados pela ruptura de materiais)

B- Protetor Auricular;

C- Cinto de Segurança, quando o mesmo estiver operando a empilhadeira;

D- Luvas de Segurança quando o mesmo estiver executando trabalhos de transferencia de paletes, arrumação de cargas ou manuseio das mesma;

Todo Operador de Empilhadeira deve fazer Check-List diário da empilhadeira; preenchendo a ficha de inspeção corretamente (Anexo 6.1);

  • Quando o Operador constar qualquer anormalidade com o funcionamento da Empilhadeira deverá comunicar o setor de Manutenção;
  • Fica nomeado o setor de manutenção desta empresa como responsável pela manutenção preventivas e corretivas das Empilhadeiras ou quando solicitado;
  • O Operador de empilhadeira não esta autorizado a fazer consertos mecânicos nem reparos na empilhadeira;
  • Se por ventura o Operador constatar irregularidade com o Equipamento que possa por em risco sua Integridade Física ou de Outrem devera comunicar imediatamente o Cipeiro do setor e o SEESMT desta Empresa ;
  • O Operador de Empilhadeira é responsável pela manobra correta, uso adequado do sistema mecânico e segurança da carga, devendo responder pelos danos que causa;
  • É dever do Operador zelar pelo equipamento e informar ao departamento competente qualquer anormalidade no funcionamento do veiculo;
  • O Operador tem a obrigação de respeitar as Sinalizações Internas e Externas da Área Fabril;
  • O Operador de Empilhadeira não poderá dar carona em quaisquer que sejam as partes da Empilhadeira, transitar com pessoas sobre o garfo, elevar pessoas para fazer manutenção, verificação, gracejos ou quaisquer que sejam os motivos;
  • O Operador não poderá fazer o uso da buzina para assustar pedestres; fazer gracejos ou provocar poluição sonora;
  • O Operador deverá fazer o uso correto da buzina "breve toque" : nos cruzamentos, nas áreas de pouca visão, quando estiver passando em corredores onde possa haver o fluxo de pessoas desatentos etc...;
  • Os Pedestres terão Preferencia de passagem;
  • Os Pedestres não poderão circular fora das faixas de segurança onde as mesmas estiverem dispostas;
  • Os veículos com cargas terão preferência de passagem em relação aqueles não carregados;
  • O operador não poderá estacionar a Empilhadeira sobre um plano inclinado; a menos que esteja com o freio de estacionamento aplicado e com calços nas rodas;
  • O operador não poderá deixar a empilhadeira em locais que obstruam, sistemas de segurança e incêndio, portas, corredores, escadas, passagens destinada a pedestre, veículos e outros;
  • No final de sua jornada e finais de semanas os operadores deveram estacionar a empilhadeira em local pré determinado e demarcados e procederem da seguinte forma:
  • Deixar o motor ligado;
  • Acionar o freio de estacionamento;
  • Colocar a "Marcha" do veiculo em posição neutra;
  • Desligar o registro de gás;
  • Somente após esgotar o gás existente na mangueira devera desligar a chave de ignição;


5 Responsabilidade

  • É responsabilidade de todos os departamentos e setores desta empresa; divulgar, respeitar e fazer com que seja respeitado este procedimento;
  • Exigir que encarregados e subordinados respeitem todo conteúdo deste procedimento;
  • Instruir e conscientizar seus colaboradores sejam eles terceiros ou não;
  • Punir aqueles que desrespeitarem este procedimento;
  • Todo departamento desta empresa que contratar serviços a serem executados por intermédio de terceiros ou que forem fazer uso de Empilhadeira fica responsável por orientar e exigir que sejam respeitados os itens deste procedimento;
  • Todo prestador de serviços ou empresas terceiras tem obrigação de respeitar este procedimento;
  • É responsabilidade do Operador ler, respeitar e por em pratica todo conteúdo deste procedimento, bem como cobrar dos outros Operadores que o façam.

Comentários