Amigo Nerd.net

A Mobilização para o Conhecimento e o Desenvolvimento Cultural

Autor:
Instituição: E. E. José Dias Pedrosa
Tema: Artigo

A MOBILIZAÇÃO PARA O CONHECIMENTO E DESENVOLVIMENTO CULTURAL


Para que o sujeito conheça um objeto é de grande necessidade abordá-lo, e nesse sentido podemos dizer que não há possibilidade de conhecimento do objeto se ele estiver ausente do sujeito.

Mas para o sujeito construir o seu conhecimento a respeito de um objeto qualquer é preciso também que esse objeto tenha significado para o sujeito. Mesmo um simples significado no primeiro momento já é o suficiente. O que vale é prender o aluno ao objeto, para que no segundo momento ele desperte mais desejo de conhecê-lo, se este fizer parte das suas necessidades. Nesse sentido, podemos afirmar que a mobilização é o caminho e a meta é o significado que o objeto tem para o sujeito.

Em se tratando da mobilização para o conhecimento, podemos dizer que nenhum sujeito se debruçará horas a fio sobre um objeto que não satisfaça as suas necessidades num sentido bem amplo. E isto é o grande problema que enfrentamos na sala de aula hoje em dia – não conseguimos despertar a atenção dos nossos alunos porque não estamos oferecendo para eles objetos que satisfaçam as suas necessidades, as suas curiosidades.

A forma de conhecer as coisas tem elementos diferenciados, mesmo apresentando estrutura básica semelhantes. Vejamos que em certa fase da vida a criança pode deixar de entender algo que para o homem na sua fase adulta seja tão óbvio, tão comum! Às vezes os adultos não percebem certas coisas, mas nem por isso elas deixam de existir!

A definição de conhecimento é crença verdadeira justificada e entendida como uma análise do conhecimento no sentido proposicional. A definição é obtida perguntando que condições tem de ser satisfeitas quando queremos descrever alguém como conhecendo algo. Ao dar a definição enunciamos o que esperamos que sejam as condições necessárias e suficientes para a verdade da afirmação.

Para que o educando, sujeito conhecedor ou transformador do objeto, no processo de mobilização para o conhecimento, tenha sucesso na sua empreitada a favor das descobertas, é necessário que a sua ação seja consciente e voluntária, tão quanto necessária seja a do professor.

Para LADIÉRE (1978)

O que existe só se deixa atingir por meio de uma doação. Só podemos atingir o real através da maneira pela qual este nos afeta e determina. Só um poder passivo pode ser afetado e para nós, é a experiência sensível que constitui o lugar e o único lugar da passividade. Portanto, só ela, da maneira como é estimulada, pode dar-nos acesso aos que é (p. 63).

Nesse processo de desenvolvimento de uma ou mais teorias na adequação de como se chegar ao conhecimento, a teoria do conhecimento surge como modo de investigar as procedências do conhecimento, os fundamentos e o seu valor.

É preciso, nesse sentido, que o professor conheça a realidade dos seus alunos, suas necessidades, para assim poder traçar a mobilização para o conhecimento e ter conhecimento de onde quer chegar. Somente assim o seu trabalho poderá ter sucesso.

Na informação estão contidos o conhecimento e habilidades desenvolvidas com os alunos, visando prepará-los para a vida e para o trabalho no futuro. Entretanto, a informação está a serviço da formação, que prioriza o desenvolvimento intelectual e espiritual dos estudantes. A formação dirigida à transformação trabalha com os valores e a qualidade de vida que os estudantes são ensinados e incentivados a abraçar.

As crianças desde o nascimento estão em constante interação com os adultos, que ativamente procuram incorporá-las às suas relações e sua cultura.

O desenvolvimento da personalidade da criança depende da educação que cria condições necessárias para que esse se realize. Por outro lado não há como negar a influência da sociedade sobre esta criança, as condições e ambiente onde ela vive é fator fundamental na formação de sua personalidade.


Referência bibliográfica
:

LADRIÉRE, J. Filosofia e práxis cientifica. Rio de Janeiro: [s.n], 1978.

Comentários


Páginas relacionadas