Amigo Nerd.net

Análise Crítica sobre Globalização e Neoliberalismo como Elemento de Destruição das Culturas dos Países em Desenvolvimento

Autor:
Instituição: Famec
Tema: Globalização

Análise crítica sobre Globalização e Neoliberalismo como elementos de destruição das culturas dos Países Subdesenvolvidos


Enfocar Globalização e Neoliberalismo com elementos de destruição das culturas dos países subdesenvolvidos, não parece a principio uma tarefa difícil, pois como sabemos, muitos acontecimentos em todo o mundo hoje em dia são creditados à estes dois acontecimentos marcantes que estão se acentuando e consolidando-se ao longo dos últimos anos.

Embora saibamos que o Neoliberalismo é um pensamento antigo inaugurado por Adam Smith que viveu no final do século VXIII, mas que só agora se mostra com todo seu potencial.

Já a Globalização nos moldes que conhecemos hoje, é um fenômeno mais recente e, só ganhou maior impulso quando a expansão da informática e evolução das telecomunicações chegaram ao estágio atual em que todo acontecimento que interessa ser divulgado, é notificado instantaneamente em qualquer parte do mundo, tornando-se assim o planeta terra um percurso a ser transposto em poucas horas. Voltando ao tema proposto, temos que buscar uma definição mais acentuada do Neoliberalismo que é uma corrente na qual a potencialidade dos países é paulatinamente substituída pelo poder dos grandes conglomerados econômicos que passam a substituir o estado na gerência de vários setores, através das privatizações. Sendo este sistema um aliado forte dos mais ricos, potencializando ainda mais os regimes capitalistas, podendo em determinadas situações colocar o Neoliberalismo com um, sinônimo de Capitalismo que é um sistema de exploração e dominação social, sendo assim o Neoliberalismo, como um pensamento que privilegia o capital em detrimento ao cidadão, podemos aceitar que este sistema em parceria com a Globalização que ajuda na divulgação na massificação das idéias e na consolidação de costumes pelo mundo afora tem contribuído para a destruição das culturas, principalmente nos países subdesenvolvidos que são mais frágeis e, portanto mais ao elenco de idéias oriundas do Neoliberalismo, pois a cultura importada, imposta pela necessidade dos grandes grupos econômicos em expandir os seus negócios, influenciam de uma maneira decisiva na mudança de hábitos, em determinadas sociedades que passam a copiar o modelo imposto pelos grandes grupos, geradores de riquezas e opiniões.

Portanto, ai vemos a Globalização à serviço do Neoliberalismo que já mudou em alguns Países, costumes e aniquilou culturas que nortearam civilizações ao longo do tempo, passar a ser também responsável por parte da cultura dos Países que se submetem, por força das circunstâncias e necessidades sempre presentes entre os mais pobres. Então, essas nações vêem surgir como determinantes em seus territórios, Organismos Internacionais como o F.M.I., - Fundo Monetário Internacional e Banco Mundial, entre outros, que passam a ditar regiras e diretrizes, como o rumo das bolsas de valores, juros e privatizações, tudo isso mudando e em algumas vezes de fato destruindo as culturas desses necessitados Países.

Este é o meu entendimento sobre o tema proposta para este trabalho, e tenho certeza de que se existe no mundo alguma corrente defensora do Neoliberalismo deve existir uma quantidade muito maior de críticos deste mesmo sistema que aniquila, anula vontades de um povo e subtrai a soberania dos Países.

Comentários


Páginas relacionadas