Amigo Nerd.net

Didática: Uma Retrospectiva Histórica

Autor:
Instituição: Facipal
Tema: Didática

Didática: Uma Retrospectiva


1. PERÍODO 1549/1930: PRIMÓRDIOS DA DIDÁTICA NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

A educação no Brasil começou com os Jesuítas e que foram os principais educadores. Sendo que a Educação não era um fator importante, nosso território era um mero entreposto comercial onde apenas preocupavam-se com o fornecimento de riquezas agrícolas e minerais.

A educação dos Jesuítas era voltada contra o pensamento crítico, era alheio a realidade das colônias, mas privelegiava o exercício da memória e o desenvolvimento do raciocínio, livros eram rigorosamente selecionados. Mantinha a educação exclusiva para padres, seminaristas e preparo dos professores e padres-mestres.

Diante disso, tínhamos uma prática pedagógica e uma didática direcionada.

Em 1759, com a expulsão dos jesuítas, Pombal tenta organizar o sistema educacional de uma forma que o Estado o controlasse, esta tentativa foi fadada ao fracasso.

Vagarosamente inicia-se um movimento independente da influência religiosa, é aprovada então a Reforma de Ensino, proposta por Benjamin Constant (1890), que introduz a disciplina científica nos currículos escolares.

O método pedagógico mais empregado é o expositivo, o professor se torna o centro do processo de aprendizagem. A didática separa teoria e prática, o ensino se torna uma forma de doutrinação.

Em 1934, a didática é incluída como disciplina em curso de formação de professores.


2. O PERÍODO DE 1930 ATÉ OS DIAS ATUAIS:
DA DIDÁTICA RENOVADA À DIDÁTICA COMPROMETIDA.

Ocorre a renovação da didática Tradicional em meados de 1930 a 1945.

O entusiasmo pela educação toma conta do Brasil.

Nos anos 20, aparecem os primeiros profissionais da Educação. Cria-se a ABE ( Associação Brasileira de Educação).

Em 1930 o Governo Vargas, institui o Ministério da Educação. A partir desta data inicia-se toda uma discussão na Sociedade sobre os métodos de Ensino no País.

Acredita-se que a qualificação do magistério seja culminante para a renovação do Ensino.

O Decreto Lei nº1190 de abril de 1939, estendeu a formação superior de professores ao ramo de ensino normal. Neste mesmo Decreto no artigo 20, institui a Didática propicia a formação de um professor técnico. O fracasso ou sucesso do aluno depende do potencial do professor ou do método de ensino.

2.2 PERÍODO DE 1945/1960

O PREDOMÍNIO DAS NOVAS IDÉIAS E A DIDÁTICA

A Didática perde suas qualificativas: geral e específica.

Nesta fase o ensino da Didática se inspirou no liberalismo e no pragmatismo.


2.3 PERÍODO PÓS-1964:

OS DESCAMINHOS DA DIDÁTICA

Em 1975, por ocasião da XXVII Reunião Anual da Sociedade Brasileira, para o Progresso da Ciência disse: "Que a Didática não se constrói como ciência sem um objeto de estudo próprio, importando conhecimento de outras áreas para se fundamentar, e enfatizar a inexistência de uma linguagem Didática."

A Didática nos cursos de formação de professores passou a assumir o discurso sociológico, filosófico e histórico, ficando em segundo plano a sua dimensão técnica e humana.


2.4 A DÉCADA DE 80:

MOMENTO ATUAL DA DIDÁTICA

O enfoque da Didática deverá trabalhar no sentido de ir além dos métodos e técnicas, procurando associar escola-sociedade com teoria prática.

Busca-se uma Didática mais condingente com o momento atual da formação do professor.

Comentários


Páginas relacionadas