Teorias Modernas sobre Cultura

Autor:
Instituição: Moura Lacerda
Tema: Cultura

Nesse sentido, nosso principal desafio neste processo é desvend

TEORIAS MODERNAS SOBRE CULTURA


A antropologia moderna tem como uma de suas tarefas a reconstrução do conceito de cultura.

Para alcançar tal objetivo, será utilizado um esquema elaborado por Roger Keesing, no qual classifica as tentativas modernas de obter uma precisão conceitual.

Em um primeiro momento, temos as teorias que consideram a cultura como um sistema adaptativo. Nesse sentido, temos que culturas são sistemas que serem para adaptar as comunidades humanas aos seus embasamentos biológicos.

Em um segundo momento, temos as teorias idealistas de cultura, que subdivide em três diferentes abordagens.

A primeira delas é a dos que consideram cultura como sistema cognitivo, isto é, a análise dos modelos da comunidade a respeito de seus próprio universo. Aqui, temos que cultura é um sistema de conhecimento consistindo em tudo aquilo que alguém tem de conhecer ou acreditar para operar de maneira aceitável dentro de sua sociedade.

A Segunda abordagem é aquela que considera cultura como sistemas estruturais, ou seja, que define a cultura como um sistema simbólico que é uma criação acumulativa da mente humana.

E a última das três abordagens que considera a cultura como sistemas simbólicos. Neste aspecto, a cultura é um sistema de símbolos e significados, compreendendo categorias ou unidades e regras sobre relações e modos de comportamento.

Ademais o presente texto analisa como a cultura condiciona a visão de mundo do homem, interferindo até na satisfação de suas necessidades fisiológicas.

Com isso, temos que a cultura é como uma lente através da qual o homem vê o mundo. Homens de culturas diferentes usam lentes diversas, e portanto, têm visões diferentes das coisas.

Dessa forma, o modo de ver o mundo, as apreciações de ordem moral e valorativa, os diferentes comportamentos sociais e mesmo as posturas corporais são produtos de uma herança cultural.

E é essa herança cultural que vai determinar muitas características de seres da mesma “tribo”. A operação de determinada cultura influenciam os indivíduos no modo de agir, caminhar, comer, sem mencionar a evidência das diferenças lingüísticas.

Até as necessidades fisiológicas são condicionadas pela cultura. Todos os homens são dotados do mesmo equipamento anatômico, qual seja, o corpo, mas a utilização deste depende de um aprendizado que consiste na cópia de padrões que fazem parte da herança cultural do grupo.

Considerando o fato de que o homem vê o mundo através de sua cultura, há uma propensão em considerar seu modo de ida como sendo o mais correto e o mais natural.

Essa projeção é chamada e etnocentrismo e o a responsável sem seus casos extremos pela ocorrência de numerosos conflitos sociais. A projeção disto para o plano extragrupal resulta nas manifestações nacionalistas ou formas mais extremadas de xenofobia.

Assim, comportamentos etnocêntricos resultam também em apreciações negativas dos padrões culturais de povos diferentes.

Em uma última análise, o texto traz ainda a cultura como interferente no plano biológico.

Vemos como exemplo disso a sensação de fome que depende dos horários de alimentação que são estabelecidos diferentemente em cada cultura. Dependendo da cultura, ficamos condicionados a sentir fome em um determinado horário.

Outro exemplo é que a cultura também é capaz de provocar curas de doenças reais ou imaginárias. E estas curas ocorrem quando existe a fé do doente na eficácia do remédio ou no poder dos agentes culturais.

Vemos assim que a cultura nos condiciona a fazer ou deixar de fazer coisas, de Ter ou não reações e alguns comportamento, enfim, a cultura é realmente uma lente através da qual o homem vê o mundo.


CONCLUSÃO

Com a presente leitura do texto “Teorias modernas sobre cultura”, podemos perceber que a compreensão exata do termo cultura significa a compreensão da própria natureza humana.

Vemos os seres humanos são dotados de uma herança cultural que os influenciam de tal forma que podem ser identificados por uma série de características, como o modo de agir, vestir, caminhar, entre outras.

Ademais, o aprendizado cultural que consiste na cópia de padrões que fazem parte da herança cultural do grupo influencia até nas ações fisiológicas de seres de diferentes “tribos”.

Podemos dizer que o etnocentrismo, ou seja, a crença de um povo se achar superior aos demais é o responsável sem seus casos extremos pela ocorrência de numerosos conflitos sociais.

Em um último momento podemos perceber como a cultura pode condicionar outros aspectos biológicos e até mesmo decidir sobre a ida e a morte de membros do sistema.

Dessa forma, chegamos à conclusão de que realmente “a cultura é a lente através do qual o homem enxerga o mundo”.

Comentários